30.9.11

Como fazer uma boa carta de apresentação?


A carta de apresentação é uma das partes mais importantes do seu application. É por meio dela que as famílias saberão quem  você é, suas qualidades, gostos, qual é a sua experiência, sua expectativa em relação ao programa, etc. 

Lembre-se de que as famílias estarão vendo dezenas de perfis, sendo assim,  é a hora de você mostrar que é uma boa candidata e o por que deve ser escolhida!

Segue abaixo um simples roteiro dos itens que devem ser abordados numa boa carta de apresentação:


1° Parágrafo 

Momento de falar quem é você, idade, suas características pessoais, onde mora, se mora com a sua família, se tem irmãos, namorado, etc. Se tiver crianças na família, mencione também. Ou seja, conte um pouquinho de você, da sua família e da sua relação com eles, da sua cidade (sempre exaltando  os pontos fortes dela) e da cultura do seu país. 


2° Parágrafo 

Agora é hora de falar dos seus interesses, gostos, hobbies, amigos (e o que fazem quando estão juntos), etc.

É nesse parágrafo que você vai transmitir qual é o seu “estilo”. É superimportante que você seja sincera nessa parte, pois a agência direcionará o seu application para as famílias com perfil semelhante ao seu.
Tente linkar suas atividades favoritas com possíveis oportunidades de partilhá-las com as crianças.


3° Parágrafo 

Depois de falar sobre você, sua família, país e interesses, chega o momento de falar o que você estudou , a razão de ter escolhido tal carreira, no que você trabalha, etc.

É bacana você mencionar como é que esse conhecimento adquirido no seu curso ou trabalho podem ajudá-la  na hora de cuidar das crianças. Os americanos valorizam bastante a educação. Comente sobre  sua intenção de continuar os estudos, no que pretende se especializar e como uma formação é importante para o seu desenvolvimento. 


4° Parágrafo 

Agora é a hora de você contar tudo sobre a sua experiência com crianças e como você gosta delas.
Conte sobre onde trabalhou, com que idades, o que faziam (atividades), qual era a parte que mais gostava nesse trabalho, como as suas características pessoais te ajudaram no trato com as crianças, o que julga importante para se relacionar com crianças, os cuidados que tinha, etc.

É importante que fique bem claro o quanto você sinceramente gosta de crianças e como se importa com o bem-estar, segurança e desenvolvimento delas.


5° Parágrafo 

Chega, então, o momento de você falar das suas expectativas em relação ao programa, a razão de 
ser uma boa candidata, quais características julga importante numa au pair, suas expectativas em relação a sua futura host-family,  como pretende lidar com as crianças, o que pretende alcançar nesse ano fora, etc.

Se desejar, também pode falar sobre os seus planos quando retornar ao Brasil e como a experiência de au pair vai te ajudar nisso (tanto em termos profissionais como pessoais). Diga também o quanto você está animada para essa experiência e mencione que está super disposta a aprender, compartilhar e fazer com que  esse seja um dos melhores anos da sua vida.






É esse o momento de você "vender o seu peixe". No entanto, seja sincera e exponha tudo aquilo que você verdadeiramente acredita e é. Quanto mais real for a sua carta, maiores são as chances de você fechar com uma família que possui características compatíveis com as suas.


4 comentários:

Júlia Araújo disse...

Thaís, muito boa dica! Olha, a Carta para a Host Family, além do vídeo, é um 'cartão de visita' - através dela a família tem interesse (ou não) de se aprofundar mais no app daquela candidata. É importante destacar que, embora é preciso falar sobre questões bem pessoais, a carta é um documento profissional. Com ela você tá concorrendo a uma vaga de emprego. Ou seja, tente ser honesta, equilibrada e não perca o foco: você tá ali para dar à família uma idéia sobre você e principalmente dizer que você é a pessoal ideal para tomar conta dos filhos deles. =P

Henrietta Prioste disse...

Oi, eu gostaria de saber se como au pair é possivel se conseguir um second job, nas horas vagas????

Cibele Oliveira disse...

Boa noite,

Parabéns pelo post...eu havia concluido minha carta ontem, mas hoje por acaso vi seu post e resolvi fazer algumas alterações...eu achava que minha carta estava boa...mas agora está ótima...do meu ponto de vista é claro...
Muito Obrigada

Kianny Penido disse...

Adorei as dicas! Estou planejando ser Au Pair até o fim deste ano, mas minha dúvida é sobre o certificado de 200h de trabalho com crianças. As agências tem um padrão para ele ou uma mãe da qual eu cuidei do filho pode simplesmente escrever uma carta falando quantas horas por dia eu tomava conta dele?

Obrigada